filmow.com/usuario/sthefanie23/
    Você está em
  1. > Home
  2. > Usuários
  3. > sthefanie23
22 years (BRA)
Usuária desde Agosto de 2012
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

Últimas opiniões enviadas

  • Sthefanie

    Não basta a música ser boa, ela tem que casar com a cena e esse é o grande problema de Baby Drive, para mim as músicas não batem com as cenas, então, eu não senti aquele impacto, aquela sensação de dever cumprido (igual a gente sente em Guardiões da Galáxia, por exemplo, nesse quesito). A única música que casou legal com a cena, foi a do Barry White, na lanchonete, de resto, parece que o responsável pela trilha sonora pegou todas as músicas que ele gosta e foi jogando aleatoriamente, isso me incomodou muito e consequentemente fez o filme parecer que tinha 3 horas de duração.
    Ou talvez meu gosto musical só seja bem mais Quill do que Baby, vai saber! rs

    Ao todo é um bom filme, tem ótimas cenas, vale a pena assistir. Fica aquela sensação de 3,5, mas poderia ter sido 4,5.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Sthefanie

    Esse filme é uma experiência a ser vivida, sobretudo no cinema, caso o contrário, ainda mais para quem NÃO CURTE O GÊNERO, ele pode ser bem monótono, beirando o tédio. Vale lembrar.

    No mais, é muito bonito MESMO, edição impecável.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Sthefanie

    Típica série para ver quando não se tem mais nada pra fazer, e vc fica querendo ver no que vai dar, até começar a ficar insuportável demais.

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    Que pessoas são essas que em 6 dias se apaixonam loucamente a ponto querer abandonar tudo que construíram na vida? E se a intenção foi realmente mostrar essa paixão fervorosa, nem isso eles conseguiram expressar ao longo da série, não existe química, chega a ser até constrangedor.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Thor
    Thor

    Quero companhia pra falar sobre filmes... os açoites do dia-a-dia, a afronta do opressor, o desdém dos vaidosos, as pontadas do amor desprezado, a burocracia das leis, a prepotência do mando, e o achincalhe que o mérito paciente recebe dos inúteis... quer dizer... sobre filmes. :)