filmow.com/usuario/thi_azevedo/
    Você está em
  1. > Home
  2. > Usuários
  3. > thi_azevedo
(BRA)
Usuário desde Abril de 2012
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

Últimas opiniões enviadas

  • Thiago Azevedo

    Fizeram um marketing pesado encima de um filme bem ruim...
    Começa abordando a questão racial com críticas críveis e até construtivas porém o filme se perde da metade pra frente caindo num nonsense digno de sessão da tarde...

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Thiago Azevedo

    Diálogos que se estendem no olhar, sem necessidade alguma de fala para o andamento da história, aqui se faz jus o conceito da morte da atuação na palavra, a partir do momento que os atores abrem a boca, a magia já se foi, o poder da palavra aqui é imenso e se for pra falar tem que ser bem justificado e necessário apenas em último caso, caso contrário os olhares por si só “narram” e até demais...

    Eu nunca havia entendido porque meu pai adorava tanto a atuação do Charles Bronson., é só ver esse filme que fica claramente explicado...o tempo de reação dele chega a ser tão preciso que sua atuação por muitas vezes transcende o personagem...sabe aquela história de você ver o ator quieto e se perguntar e aí não vai falar não?.,com ele é justamente o contrário, quanto mais calado ele fica mais ele conversa contigo...realmente eu tiro o chapéu pro cara e peço desculpas ao meu velho...

    Com relação ao Sergio Leone nem precisa falar muito né? Era uma Vez na América é um dos filmes mais encantadores da história e Era uma vez no Oeste não ficaria tão atrás (apesar de ter sido filmado antes)...ele rouba um pouco no enredo, de novo avança até o nível hard de um teatro filmado...utiliza a ação inicial não justificável pra prender o espectador e deixa-lo com a pulga atrás da orelha até os últimos cinco minutos finais...você fica se perguntando o porque do personagem principal agir daquela maneira, mas o porque dele fazer isto, qual o sentido daquilo...até chegar a revelação final e você ficar do tipo caralh# agora tá explicado, faz sentido ele ser desse jeito e ter feito tudo que fez...é o tipo de filme que se você assistir pela segunda vez sua empatia pelo personagem vai facilmente triplicar...
    Pois é...saudades de um tempo em que o cinema ainda fazia poesia com diretores e atores de outro planeta.

    Melhor dialogo da obra:
    - Ô da gaita, qual a sua, você se interessa por moda?
    - Uma vez, vi três casacos como esse, esperando um trem.
    - E daí?
    - Dentre deles haviam três homens.
    - E daí?
    - Dentro dos homens, haviam três balas.

    Hahahahahahahaha rindo até o infinito...

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Thiago Azevedo

    Fico sem palavras pra tentar descrever a grandiosidade dessa obra porém se eu pudesse arriscar um nome eu o chamaria de “biografia metafórica”...e é a exata ideia que um dia sonho em realizar como biografia de minha vida...
    ...a genialidade do filme se encontra justamente em metaforizar toda e qualquer passagem histórica e não biografia pela biografia o que tornaria o filme irreal uma vez que 99.99% das auto biografias são centradas no álter ego do interlocutor o que já distanciaria a história do que de fato aconteceu sendo uma concepção mais idealizada do que centrada na realidade...ao abusar das metáforas Jodorowsky transcende sua concepção de mundo fazendo com que seus pensamentos intercedam na história de forma lúdica ou como flashes de uma infância linda no imaginário de sua criança porém triste e sofredora em sua realidade...cores incríveis num perfeccionismo fotográfico absurdo...cenas que mesclam passagens políticas com surrealismo crítico...não chega a ser tão surrealista quanto “A montanha sagrada” porém seu idealismo poético coloca o filme em outro patamar...Ahh como eu gostaria que os diretores atuais tivessem um por cento da ousadia do Sir Jodorowsky ,e explorassem seu imaginário ao máximo sem medo de buscar em sua infância seus sonhos e desejos transpondo isso em tela, infelizmente é o que mais falta na atualidade...ansioso pra assistir a continuação em “Poesia sem Fim”...

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Alan Guimarães
    Alan Guimarães

    Olá, Thiago, obrigado pela curtida da minha lista de História Geral e espero que tenha gostado. Mas tem também as minhas complementares de História do Brasil e Oriente Médio, dê uma conferida também. Abraços.

  • Fernanda
    Fernanda

    Oi, Thiago! Muito prazer em conhecê-lo. ^^

  • Carol Pittman
    Carol Pittman

    altamente aceito (: